Casa nova

Pessoal, o blog agora está atendendo neste endereço aqui:

viajenaviagem.wordpress.com.

 

Passa lá, que tá bacana! Boas viagens!!!



Escrito por Ricardo Freire às 21h45
[ ] [ envie esta mensagem ]


Back to the patropi

Senhores passageiros, peguei um vôo diurno ontem em Miami e consegui voltar a tempo para passar o Natal com o Portátil e a Cabeluda (e a Aninha, que veio de Porto Alegre, e a Joana, que veio do Rio).

 

Tomara que nenhum jornalista me entreviste, senão vou ter que dizer que meu vôo saiu na hora e aterrissou na hora, que minha bagagem chegou rapidinho e que não tinha ninguém acampado em frente ao desembarque internacional em Cumbica ;-)

 

Como vocês sabem, eu estourei o meu espaço aqui neste endereço, e por isso precisei uns posts para poder publicar estes. Mas só consegui subir uma foto.

 

Mas aqui vão os links diretos para todos os posts da Expedição Caribe, que eu transmiti lá da filial deste blog no portal Viaje Aqui.

 

 

Para ver o último post da série – um balanço final de St. Maarten/St.-Martin – clique aqui.

 

Para ver os outros, clique no nome: Aruba, Curaçao, Easycruise (início), St. Kitts, Antigua, Nevis, St. Maarten (primeira passada), St.-Barth, Anguilla, Easycruise (balanço).

 

Queridos companheiros de viagem, este blog vai precisar sair de férias para manutenção do blogueiro. (Manutenção apenas parcial. O blogueiro vai precisar escrever a matéria inteira do Caribe até o início de janeiro.)

 

Na primeira quinzena de janeiro espero estar de volta, provavelmente num novo endereço.

 

Se você quiser ser avisado do novo endereço do Viaje na Viagem, mande um email para: onde.anda.o.riq@gmail.com.

 

Até lá, faça o favor de ter um feliz Natal e uma bela passagem de ano, sim?

 

Muito obrigado pela companhia, e espero todos vocês na casa nova em 2007.



Escrito por Ricardo Freire às 13h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


Senhores passageiros,

 

Apaguei um post antigo para poder escrever este. Realmente eu estourei totalmente o espaco de armazenamento de texto e imagem deste blog. E tive que resolver tao rapido a viagem ao Caribe que nao deu tempo de tomar nenhuma providencia. Soh vou ter tempo de pensar de novo no assunto quando voltar, quase no Natal.

 

Mas enquanto isso estou postando diariamente (soh falhei domingo, porque todos os cybers de Curacao fecham cedissimo) la no Viaje Aqui. O sistema eh esquisito, soh deixa um post na pagina, mas eu sempre indico quando ha outros posts novos, entao eh soh clicar no menu da direita.

 

Resumindo a opera ateh agora -- nao consegui encontrar a Aruba menos artificial que eu pensei que encontraria, aaaadoooorei Curacao e voces nao perdem por esperar -- esse EasyCruise eh barbaro.

 

Se voces nao conseguirem comentar por lah (tem que ter Passaporte Abril), pode comentar aqui, que eu sempre dou uma passadinha. Inteh!



Escrito por Ricardo Freire às 20h49
[ ] [ envie esta mensagem ]


Where the hell is Wally?

Senhores passageiros, desculpem o sumico -- estou um pouco longe e, pra variar, acabando um texto que deveria ter ficado pronto antes de partir. Amanha, ou, no maximo, depois, dou noticias. Quem sabe ateh, noticias com acento. Inteh ;-)

Escrito por Ricardo Freire às 20h13
[ ] [ envie esta mensagem ]


TAM tira milhas das tarifas promocionais!

Não sei se os jornais de hoje deram, mas acabo de ler no Panrotas que a TAM reformulou seu sistema de tarifas. Agora quando você faz uma reserva no site, aparecem todas as classes de preços disponíveis (até hoje, o internauta só tinha acesso à tarifa mais em conta). Se você escolher a tarifa "promo" (a mais descontada, que deve competir com a tarifa mais descontada da Gol), esqueça as suas milhas: de hoje em diante, essa passagem vai render apenas 20% dos pontos Fidelidade a que você estava acostumado. A segunda tarifa mais descontada, a "light", vai render 90% das milhas. A tarifa "flex" vai dar 100% das milhas. E as tarifas "max" (cheia) e "top" (supercheia, tipo facada) vão render 20% e 50% a mais de milhas. Cada classe tem também prazos diferentes de emissão e regras próprias para remarcação de bilhetes (como multa, etc.).

 

Simulei agora uma viagem de Cumbica a Porto Alegre dia 15 de dezembro.

 

Na "promo" (20% de milhas) a tarifa está R$ 160 (competindo com a BRA!).

Na "light" (90% de milhas), R$ 210.

Na "flex" (100% de milhas), R$ 410 (mau negócio).

Na "max" (120% de milhas), R$ 620 (cruzes).

Na "top" (150% de milhas), R$ 880 (meu Deus; 400 dólares pra ir a Porto Alegre).

 

(Vou falar baixinho, entre parênteses: tomara que não mexam no sistema de premiação. Se a TAM começar a restringir os assentos-prêmio nos vôos domésticos, vou ficar muito... triste.)



Escrito por Ricardo Freire às 10h02
[ ] [ envie esta mensagem ]


Ops...

Não consegui subir as fotos do final do post duplo aí de baixo. O sistema avisa: "Não há mais espaço em sua área". Acho que estourei de novo o meu limite de armazenagem. (O pior é que hoje não vou ter tempo de cuidar disso.) Vocês agüentam uns diazinhos sem fotos?



Escrito por Ricardo Freire às 00h31
[ ] [ envie esta mensagem ]


Resorts em janeiro

O Fernando é separado, tem uma filhinha de 4 anos, é gaúcho e colorado mas mora em São Paulo. Ele está feliz da vida com a estréia sensacional anteontem do Alexandre Pato, e está pensando em comemorar o campeonato mundial de clubes levando a filhinha para um resort na segunda quinzena de janeiro. Só que ele ficou assustado com os preços da Praia do Forte e me pede alternativas. (Tá bom, essa parte do Alexandre Pato e do mundial de clubes eu inventei agora.)

 

Só depois de pesquisar é que eu reparei que o Fernando quer passar quatro dias num resort em janeiro. Bom. Eu teria que fazer uma pesquisa adicional, mas acredito que não existam bons pacotes de quatro dias na altíssima temporada, não. Com as diárias dos resorts no pico, o único jeito de as operadoras conseguirem preços encaráveis é fazendo vôos fretados. E vôos fretados só decolam aos sábados e domingos, usando os aviões ociosos das companhias aéreas regulares. (E como eu sempre digo, não vale a pena queimar milhas para ir a resort: quando você compra um pacote, a passagem sai praticamente de graça.)

 

No teu caso, Fernando, o melhor a fazer é pegar o carro e descer a um dos resorts de Angra. Na minha opinião, o mais simpático é também o mais próximo (400 km) de São Paulo, o Hotel do Frade. Em janeiro, as diárias de um quarto duplo com almoço ou jantar começam em R$ 750. A praia do hotel é calminha, a piscina tem uma cachoeira, a estrutura de lazer é bacana (tem um passeio de barco com caça ao tesouro numa ilha próxima). Vocês podem almoçar no bufê do hotel e jantar na pizzaria do condomínio do Frade.

 

Hotel do Frade: praia boa, cascata na piscina e restaurantes no condomínio ao lado do hotel

 

(Continua no post abaixo)



Escrito por Ricardo Freire às 00h11
[ ] [ envie esta mensagem ]


Uruguai

 

 

Passei  por esse outdoor ontem e não gostei nadinha. Pode até ser efetivo – mas acho antipático e deselegante. (Sem falar na escolha da roupa de banho dessas pobres crianças. O menino vai tropeçar a qualquer momento nesse macacão. E a menina vai voltar pra Suécia com a barriguinha mais branca do que saiu.)

 

Ao contrário dessa peça publicitária, porém, o Uruguai é uma belezinha, e os uruguaios são de uma simpatia a toda prova.

 

A Carla e a Sílvia vão pra lá agora em janeiro e me pedem dicas. A Sílvia vai a Punta; a Carla vai fazer uma viagem que está nos meus planos há um tempão: fazer Punta, Montevidéu e Colonia, e terminar o périplo em Buenos Aires.

 

Vamolá. Ainda não fui a Punta em janeiro, mas deve ser muito bacana, com astral de verão-no-Mediterrâneo. É recomendável estar de carro, mas é possível se virar de ônibus e táxi. Com crianças, pegue praia no centro mesmo, na Playa Mansa, que é banhada pelas águas do estuário do Prata e por isso é calminha. Mas para curtir a badalação que faz a fama de Punta, acorde tarde (!) e vá mais longe. A Geribá de Punta é a Playa Bikini, em La Barra; o bar de praia do momento é o Buddha Bar (parada 49). O hotel mais tradicional por essas bandas é o Posta del Cangrejo.

Já a Trancoso de Punta fica um pouco mais adiante, em José Ignacio. Quando você for, vale a pena cacifar um almoço no Los Negros, do estrelado chef argentino Francis Mallmann (faça como todo mundo e peça o peixe com legumes na caixa de ferro); é difícil encontrar um restaurante desse nivel em que você pode entrar descalço ;-) Se você não conseguir reserva, passe depois da praia no La Huelle. Os chiques-descolados se hospedam por ali mesmo, na Posada del Faro ou no Hotel Garzon, uma espécie de hotel-butique-fazenda, também do Francis Mallmann (se você está podendo, marque um jantar aqui).

(Continua no post abaixo)



Escrito por Ricardo Freire às 09h51
[ ] [ envie esta mensagem ]


Minha amiga Tetê Pacheco me fez duas listas de prazeres de Punta. Uma é genérica, e outra é só de doce de leite.

Lo mejor de Punta by Tetê Pacheco:

1. Pancho com mostarda em qualquer parador

2. Clericot (sangria de vinho branco) em qualquer parador de José Ignacio

3. Pão com nozes da patisserie do La Bourgnone

4. Profiteroles de chocolate do antigo Pan Árabe

5. Choclo na beira da praia

6. Quadrado do Les Delices

7. Croissant com jamon e queso do Les Délices

8. Jugo de durazno com naranja do Les Délices

9. Cortado na Gorleiro

10. Chá no Cumbres de La Ballena

(Parênteses meus: o Cumbres é meu hotel favorito em Punta.)

 

Dulce de leche by Tetê Pacheco:

1. Churros do Manolo

2. Rogel do King Sao

3. Doce de leite tentacion do Freddo

4. Rolito de doce de leite da fazenda La Pataia

5. Doce de leite Los Nietitos – o pote grande

6. Waffle de doce de leite do L' Auberge

7. Flan de doce de leite do Los Negros

8. Panquecas de Doce de Leite do Garzon

9. Doce de leite com nozes do Freddo

10. Arrojado de doce de leite do Les Delices

 

No mais, espero que vocês peguem o mar azul como aparece nas fotos de divulgação, e não cor de doce-de-leite como quando eu fui (no inverno).

 

(Continua no post abaixo)



Escrito por Ricardo Freire às 09h51
[ ] [ envie esta mensagem ]


E para terminar: quando eu voltar a Montevidéu eu vou querer ficar no Four Points by Sheraton, porque é central, é novinho, não é caro e está perto do Mercado del Puerto. E fuçaria nos jornais para assistir a alguma apresentação ("recital" ou "toque") de candombe, a batucada uruguaia. (Com sorte, você pode pegar alguma llamada, ou ensaio pré-carnavalesco, na rua.

 

E em Colonia, a cidadezinha colonial portuguesa que é uma espécie de Paraty do Prata (se bem que já me disseram para avisar: "Menos!", "Menos!"), eu tentaria ficar no hotel Plaza Mayor. No mais, faria como a Carla: querendo incluir Montevidéu e Buenos Aires na mesma viagem, Buenos Aires sempre tem que ficar para o fim. (Para quem não sabe: Colonia fica a apenas uma hora de Buenos Aires, de barco rápido.) 



Escrito por Ricardo Freire às 09h51
[ ] [ envie esta mensagem ]


O verão das estradas

Está pensando em trocar o avião pela BR nesse verão? Então dê uma olhadinha no último post da filial deste blog no portal Viaje Aqui.



Escrito por Ricardo Freire às 09h50
[ ] [ envie esta mensagem ]


Tailândia basiquinha

A Paula e o marido vão a Hong Kong a negócios e querem emendar com 8 ou 10 dias pela Tailândia no fim de março.

Bangkok, por seu tamanho e dificuldade de locomoção, merece quatro dias. Mas considerando que vocês já virão de uma experiência urbana da pesada em Hong Kong, dá para ficar só três dias, concentrando-se nos templos. Três hotéis com boa relação custo x benefício são o tradicional Dusit Thani, o moderninho Metropolitan e o butique-design Luxx.

 

Depois de Bangkok vocês podem escolher entre três experiências distintas. Programem apenas mais uma se vocês forem ficar oito dias (quatro em Bangkok, quatro nesse outro lugar) ou duas se vocês forem ficar 10.

 

Praia: março é o finzinho da estação seca nas praias do mar de Andaman (oceano Índico). Nunca estive por lá, mas pelo que leio (e pelo depoimento de uma amiga que esteve nas duas), Krabi parece ser mais bacana (menos construída, e com mais ecoatividades) do que Phuket. Das duas é possível ir de barco a Phi Phi (a ilha que aparece no filme A Praia). Fiquem três ou quatro dias.

 

Chiang Mai: a capital espiritual da Tailândia, localizada na montanha, cercada por floresta. Também não tive o prazer de conhecer pessoalmente, mas creio ser o equivalente tailandês de Ubud, a cidadezinha mais bacana da Indonésia. Dá para fazer atividades zen ou eco. Fiquem três ou quatro dias.

 

Angkor: a cidade perdida de Angkor, no Camboja, é um dos lugares mais impressionantes da Ásia. No meu caderninho, tem mais estrelas do que as Pirâmides ;-) Fica na cidadezinha de Siem Reap, que é ligada em vôos diretos tanto a Bangkok (pela Bangkok Air) quanto a Hong Kong (pela Siem Reap Airways, do mesmo grupo da Bangkok Air). Fiquem três dias.



Escrito por Ricardo Freire às 11h32
[ ] [ envie esta mensagem ]


Sobre a estrada de Cunha

Flávia, também acho muuuito mais bonito ir a Paraty por Cunha. Mas não é muito mais curto nem muito mais rápido não – pela minha experiência, dá mais ou menos no mesmo (eu faço em 3h30 de São Paulo a Paraty indo por Taubaté). Mas eu não enfrentaria aqueles 10 km de terra à noite (já pensou, com aquela neblina que sempre dá na serra?) nem depois ou durante chuva. Mas que (1) o cenário é mais bonito, (2) a estradinha de Cunha até a Dutra é gostosa, e (3) você roda mais tempo em estrada duplicada (porque pega a Dutra até Guará), não há dúvida.

 

Qualquer dia desses, tente descer a Angra por Barra Mansa; a estrada é mais bonita ainda (tem uns trechos de paralelepípedo e vários mirantes sensacionais). Mas da última vez que desci (faz alguns anos) o estado geral do asfalto era lastimável; não sei se a operação Tapa-Buraco buraco-tapou alguma coisa ;-)

Escrito por Ricardo Freire às 09h35
[ ] [ envie esta mensagem ]


Dos bastidores

Ah, sim: sexta-feira passada comecei a gravar a minha parte no piloto do Viaje na Viagem televisivo. Aproveitei pra perder o celular no táxi da ida (estou adorando). Quinta-feira tem mais gravação. Se for no estúdio (ainda não está certo; talvez sejam externas novamente) eu vou ter finalmente a oportunidade de ver os depoimentos que vocês gravaram mês passado. Depois eu conto...

Escrito por Ricardo Freire às 21h24
[ ] [ envie esta mensagem ]


Nilo para mochileiros

Pra Meilin: não acredito que haja cruzeiros no Nilo especificamente para mochileiros, mas existem tours econômicos vendidos em sites de mochileiros, como o Hostelworld (clique em "tours" e a página com o menu certinho é carregada).

Dando uma olhadinha rápida, achei esse aqui, da Pack2Egypt, de oito dias, que inclui duas noites no Nilo, com trânsfers, trem Cairo-Assuã/Luxor-Cairo, mais as refeições no cruzeiro (não estão incluídos: ingressos e refeições dos outros seis dias), por 375 dólares em quarto duplo, ou 450 dólares em acomodação single. Achei beeeem razoável.

 

Esse outro operador aqui, o Egypt Top View (que eu também achei no Hostelworld) tem tours ainda mais em conta (a partir de 260 dólares), mas todo por terra.

 

Eu normalmente sou alérgico a excursões, mas no Egito o pessoal maltrata taaantooo a gente (pelo menos no Cairo e nas cidades do Nilo, eles sabem que a gente só vai uma vez na vida e não vai voltar mesmo), que é bom ter uma infra de apoio. 

Escrito por Ricardo Freire às 20h43
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005

Viaje na Viagem 2
> Os 11 primeiros meses deste blog

Meu guia de praias
> Freires.com.br
(40 destinos no Nordeste, de Jericoacoara a Abrolhos)


Ao vivo de...
> Cidade do Cabo
> Cingapura
> Sydney
> Tóquio
> Monte Koya
> Kyoto
> Takayama
> Nova York
> Nova York II
> Luanda
> Buenos Aires
> Rio
> Foz do Iguaçu
> Paraty
> Nice
> Nice II
> St.-Tropez
> St.-Paul-de-Vence
> Angra dos Reis
> Ponta dos Ganchos, SC
> Itaúnas, ES

Peça pelo número:
> Buenos Aires: 10 dicas
> São Paulo: 7 horas
> Naturismo: 6 praias
> Luxo: 14 superbangalôs

FAQ
> O que é Ricardo Freire?
> Que câmera você usa?
> Por que você não aparece?
> Como arrumar malas?
> Onde reservar albergues?

Outras viagens
> Xongas da semana
> Manifesto Antigerundista
> Diários Portugueses
> Diários Parisienses
> Diarios de La Habana
> Postais por Escrito
> O Gourmet Acidental
> 48 horas em Buenos Aires
> De Veneza a Praga no Orient-Express
> Playa del Carmen, a anti-Cancún
> Los Roques, Venezuela
> A Coca-Cola azul (e outros baratos de Parintins)
> Pulando de carnaval em carnaval
> Uma noite com Starck

Links
> Todos os livros de Ricardo Freire
> W/Brasil
> Blue Bus
> Panrotas (notícias do trade)